Literatura

Fábulas de Esopo

Fábulas - Esopo (Ed. Martin Claret)

Minha expectativa para essa leitura foi tão grande que acho que devido a ela me decepcionei com o que encontrei. Em vários momentos tive a impressão de ter encontrado a fonte de váaaarios emails sem créditos que recebo. Quando comprei, achei que estava fazendo um investimento para meu filho ler quando estivesse na fase de ‘caçar’ leitura, assim como eu fazia quando adquiri esse prazer. Em minha infância lembro de ter ‘encontrado’ em casa, livros de Hans C. Andersen e Monteiro Lobato, mas, Esopo não entra nessa categoria, ele é muito adulto, para a simplicidade de entendimento infantil.

A leitura passou a fluir melhor quando reparei que esse não era o livro que tinha marcado no desafio (que coisa!), fiquei entre parar ou continuar. A outra opção, havia desconsiderado, pois nem havia comprado, o mesmo acontece com o do próximo mês. Por essas e outras resolvi continuar, não tinha nada a perder… resolvi encará-lo com outros olhos, e ajudou bastante, ao invés de ler a moral, meditava um pouco em qual seria o aprendizado, e olha melhorou MUITO. Tenho a leve impressão que algumas morais tenham sido adulteradas, no momento de sua tradução. Depois de toda essa resistênciq, consegui realizar o ideal, com a ajudinha de La Fontaine, ufa.

Além de algumas clássica, como o Leão  e o Rato, adorei conhecer algumas outras, como essa:

O Sol e as rãs

Em um dia de verão, celebravam-se as núpcias do sol. Grande era a alegria entre todos os animais e também entre as rãs. Mas uma delas disse: “Ó tolas, por que tanta alegria? Pensai bem, se ele sozinho já seca todo o lodo, se vier a gerar uma criança semelhante a ele, por quais agruras não teremos de passar?”

Moral: muitos irrefletidamente alegram-se com coisas que não trazem alegria.

Acredito que esse pequeno exemplo pode ser transportado a nossa realidade. 😀

Se fosse dar uma nota, seria 3, apesar de não ter me agradado de primeiro momento, devo dar o braço a torcer de que eu não sou fã de ler pequenas histórias. Ah, e me enganei quanto a sua classificação, sua faixa etária está mais para juvenil-adulto do que infanto…

Beijos

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.