Literatura

As Brumas de Avalon (livro 2 – A Grande Rainha) de Marion Zimmer Braddley

A Grande Rainha, de Marion Zimmer Bradley

Continuando com a história de rei Arthur, o segundo volume de As Brumas de Avalon: A Grande Rainha.

Considero essa segunda parte, mais como uma finalização dos eventos do primeiro, como a gravidez de Morgana, o casamento de Arthur e suas guerras saxônicas.

Comparado ao primeiro livro, neste a autora pega mais leve em relação a outras crenças, a história continua parada, apenas mostrando pensamentos e desejos de seus personagens-base, sem torná-los realidade. O final é surpreendente, devido ao desenlance de toda a história anterior.

Recuso-me a aceitar que Gwenhwyfar seja a Grande Rainha, ela é apresentada desde o começo como uma pessoa frágil, medrosa, vazia, submissa a vontadade de TODOS (sem exageros) , extremamente mimada e carola. Se tivesse que escolher um personagem a odiar, seria ela. Fica difícil acreditar que Arthur a considere tanto, e que Lancelote babe por ela, mas enfim, não foge a realidade.

Como no primeiro livro, acredito que vários trechos mereçam destaque e minha escolha é aleatória:

” – Não me surpreende – disse, com um leve desprezo que não sabia que surgira em sua voz, até que falou. – Seu irmão sempre teve medo das coisas que não pode compreender, e a fé cristã é bem adequada para escravos que se consideram pecadores e humildes… – Fez uma pausa, e disse: – Desculpe, meu filho. Não pretendi menoscabar. Sei que é também sua crença.”

Fica fácil entender o trecho, quando você vê personagens no livro inteiro, matarem, sacanearem em tudo com trapaças, roubos e traições. Depois, confessam-se, e “perdoadas” estão livres de culpa, pois o cordeiro foi imolado por eles, e seguem iguais, pois sabem que a redenção está ao alcance de um dobrar de joelhos ante o altar. E continuam as mesmas pessoas, com as mesmas ações e atitudes, pois sabem que depois serão perdoadas, e assim seguem a vida.

A parte mais angustiante e que te leva a continuar, é quando Morgana desaparece da história, e ninguém, nem mesmo Vivianve ou mesmo Merlin sabem onde ela está.

Minha nota é 3.

Logo mais seguem considerações ao terceiro volume da série.

Beijos

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.

  • Sinceramente eu passei a saga toda querendo esfolar a rainha Gwen… puta mulher chata!!! Nem vou comentar do Lancelot…

  • Acho que o desenvolvimento dos personagens parece tirar respostas bem passionais do leitor. Ainda não tive a oportunidade de lê-lo, mas é essa a impressão que dá…Beijocas