Literatura

Na toca dos leões de Fernando Morais

Na toca dos leões, Fernando Morais

O tema do desafio literário deste mês é livro-reportagem, um tema que pouco passa pelas minhas mãos, na minha biblioteca então. Não sabia nem por onde começar para eleger minha leitura, então busquei inspiração na lista de outros participantes.

Por que escolhi Na toca dos Leões?

Por dois bons motivos:

1. Gostei do título;

2. Pelo autor, já que ele é muito bem recomendado por Olga e O Mago.

Fora esse motivos, não fazia a menor ideia do que se tratava, fui descobrir pouco antes de começar. E agora que conclui a leitura, só posso dizer uma coisa: Foi o melhor que li até agora!! Simples, direto, e motivador. Não podia imaginar que de uma agência de publicidade pudesse existir tanto para se contar! Fernando Morais consegue juntar a história dos 3 fundadores de tal forma que você fica querendo saber o próximo passo, e, o youtube é um grande companheiro de leitura, pois a curiosidade de ver o tal comercial tão falado, ou ouvir a música x, é muito grande!! Não consigo imaginar como nunca tinha lido isso antes !! Sem ser da área virei fã… Tem resultado melhor para um autor?

Resumidamente o livro conta a história da fundação da W/Brasil, e começa pincelando a história de seus fundadores: Washington Olivetto, Gabriel Zellmeister e Javier Llussá. É envolvente, ao mesmo tempo em que suas vidas são contadas, seus melhores feitos são mostrados, o livro é recheado de fotografias, tanto de anúncios como de personalidades que conviveram ou convivem com eles. É inspirador! Seu desfecho fica com o resgate de Washington do cativeiro, ao qual estava confinado há 53 dias, aliás, esses últimos capítulos são revoltantes, te faz pensar do por que existirem pessoas assim, felizmente foram presos.

Primeiro Anúncio Washington Olivetto

Essa é apenas uma pequena amostra do que o livro contém. Vale a pena o investimento. Esse grande trecho que destaquei, é apenas a forma divertida do nascimento de uma ideia, o quanto ela é complexa, cheia de detalhes e, num momento alguém vem e abre nossos olhos dizendo: simplifique!

O cliente, fabricante das torneiras Deca, estava lançando um produto chamado mecanismo de vedação substituível, nome complicado para uma borrachinha que o usuário trocava quando a torneira estivesse vazando. O primeiro roteiro feito por Washington foi exibido aos colegas de criação, unânimes em dizer que era uma ideia original, bem sacada. Sua proposta mostrava uma torneira vista de baixo, de cujo cano caía um pingo a cada segundo. Então se filmaria aquilo com superclose para ficar grande, estourado na tela. E na hora em que cada gota caísse, ela se fundiria e virava um rio, virava uma cachoeira, virava um oceano, virava isso, virava aquilo. Uma voz em off anunciava: “A Deca está lançando a sua torneira com MVS, mecanismo de vedação substituível, que faz com que sua torneira esteja sempre nova (e o pingo caindo, e fundindo-se nas cachoeiras). “Por isso, a partir de agora, se a sua torneira Deca vazar”, continuava o off, “é porque você esqueceu de fechar.” Aparecia uma mão que fechava a torneira, sendo que o último pingo seria chupado para dentro do cano. Tudo filmado com lente macro, para causar impacto. Quando foi submeter o roteiro ao diretor de criação, Washington entendeu por que Graciotti era o mais respeitado criador de comerciais de TV. “Do caralho”, disse ele, “mas tira a cachoeira, tira o rio, o mar, tira essas coisas. Deixa só o pingão caindo e depois sendo chupado para dentro da torneira.”

Olhando pronto assim, parece tão fácil!

Esse outro trechinho é só para reflexão:

Com o naufrágio do “milagre brasileiro” – período em que o regime obteve crescimento econômico de até 13% ao ano, conseguindo segurar a inflação em patamares de até 14% ao ano-, o bolso dos brasileiros passou a ser castigado com um contínuo, persistente e generalizado aumento de preços.

Bem, nem preciso dizer, mas super recomendo.

Minha nota é 5.

Até a próxima!

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.

  • Caracólis…parece muito bom! Não conhecia. Adoro essas histórias de bastidores da ideia e da criação…é inspiração pura! Valeu a dica! Beijocas