Literatura

A farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente

A farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente

Sim, consegui ler Gil Vicente!! Méritos da greve, tudo bem que o texto é bem pequeno, mas bem cansativo. Lembro-me de ter começado a ler, estava no fretado, cansei e parei para dormir. Quando acordei, tava longe ainda, e ai, para acalmar a ansiedade de ficar no trânsito sem o que fazer, voltei a ler A Farsa… Essa eu li em formato eletrônico, pois é domínio público. Diz a wiki que essa é sua obra mais complexa, puxa, e nem reparei!! 😀

Bom, achei a leitura cansativa, ainda bem que não a li primeiro (c0mo havia programado), pois ela teria me desanimando a ler as outras, que achei fantásticas (Eles não usam black-tie e O pagador de promessas) diga-se de passagem. Tenho comigo que um dos motivos que a tornou cansativa foi com relação ao português rebuscado, pouco comum e que não ouvimos mais “por aí”. Considero difícil treinar os olhos. Garanto, que se tivesse que fazer um trabalho escolar, teria que ler umas 5 vezes para entender toda a motivação da peça. Tenho pena dos adolescentes que precisam passar por isso, com certeza, desmotiva qualquer um. Por que não ler algo mais “leve? (Ok, deixa isso pra lá também!)

O que era para ser cômico passa por mim como trágico, questão de estilo, algo que, dando um exemplo grosseiro, leva cinco falas para dizer algo que precisaria de uma palavra. Recomendo, apenas se você curte o tipo de linguagem. Aqui na wiki explica a motivação de Gil Vicente, no século XVI.

Gil Vicente

MÃE E não t’agrada ele a ti?
INÊS Vá-se muitieramá!
Que sempre disse e direi:
Mãe, eu me não casarei
Senão com homem discreto,
E assi vo-lo prometo
Ou antes o leixarei.
Que seja homem mal feito,
Feio, pobre, sem feição,
Como tiver discrição,
Não lhe quero mais proveito.
E saiba tanger viola,
E coma eu pão e cebola.
Siquer uma cantiguinha!
Discreto, feito em farinha,
Porque isto me degola.

Uma pena, mas esse eu não curti.

Minha nota é 2.

Beijos e até a próxima.


Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.

  • A linguagem é um entrave…é um codigo a ser decifrado. Parabéns por vencer mais esse desafio!

    Beijocas

  • Ah… Gil Vicente! Nem lembrei dele esse mês…. rs…. adoro o Auto da Barca do Inferno, ja leu?
    Pra mim é a obra prima dele!
    Beijo!

    • Hmmm, até tive em mãos neste mês, mas a Inês me deixou cansada, srsrsrs… Quem sabe no dl_2012… 😀