Bruxaria Natural

Feliz Ostara

Eis que chegamos a mais um sabá menor! Ostara nada mais é que a celebração a chegada da Primavera, uma despedida do Inverno, em que em tempos remotos, as famílias pagãs já estavam com seus estoques de embutidos e pães praticamente acabando. Ostara é a celebração da primeira colheita, por isso é uma festa farta, onde todo o jejum (forçado) de Inverno termina, e abre-se caminho para um novo ciclo, de fartura. É chegada a hora de preparar novamente as sementes, e juntar suas reservas, uma preparação para o próximo ciclo.

Aqui em nossa região tropical não percebemos nada disso, por isso, defendo uma roda diferente. Hoje a primavera simboliza a finalização de um período seco, de reflexão e abre caminho para noites e dias iguais. Não sei vocês, mas a partir desse ciclo, tenho realmente a impressão de que os dias duram muito mais, mesmo sabendo que continuam com as mesmas 24h. A disposição aumenta, você sente seu corpo responder. É como se saíssemos da hibernação! É, imagino que isso deva ser uma experiência particular, mas o coletivo normalmente prevalece.

Ostara é uma deusa anglo-saxã da fertilidade, também conhecida como Eostre, cujo símbolo é o coelho. Lembro-me de minha avó falar que era nesse período que faziam os panetones e decoravam ovos de galinha. Bem, imagino que muito mais que isso, deviam fazer pães com o restante das frutas em compotas, lembrando que o Inverno terminou, e todos os demais quitutes eram feitos como resultado da primeira colheita, então podemos imaginar todo tipo de plantação cuja colheita seja rápida, além de frutos silvestres, que logo no finzinho do Inverno já começaram a florescer. E aí alguém notou que temos frutas nas calçadas??

Alguma semelhança com a Páscoa?? Claro, todas!! Simplesmente uma festa copiada, pena que aqui no Sul ela fica meio sem sentido, já que estamos praticamente entrando no Inverno. Porém, o fato de estar numa região tropical, isso não faz muita diferença. Então, o dia da deusa Ostara no hemisfério Norte é em meados de março, no Sul, celebramos a Primavera agora! o/

E que venha o sol!

“Sol de primavera
Abre as janelas do meu peito
A lição sabemos de cor
Só nos resta aprender
Aprender…”

(Sol de Primavera – Flávio Venturini)

Beijinhos

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.

  • Acho lindo teus ensinamentos. Obrigada por compartilhar!
    Bjs