Literatura

Coraline, de Neil Gaiman

Coraline, de Neil Gaiman

Este mês estou com grandes dificuldades para parar e escrever algo por aqui, mas, felizmente, estou conseguindo avançar bem nas leituras. Para Desafio Literário de fevereiro com o tema “Nome Próprio” li Coraline, de Neil Gaiman. Já havia assistido a animação, e adorado, e com o livro não foi diferente. De Gaiman, confesso que havia lido apenas alguns poucos quadrinhos, e não me decepcionei em nada. Tanto história quanto ilustrações não deixam a desejar. O livro difere em pequenos detalhes da animação, o que não interfere na história em si, mas os torna como histórias complementares. Ambos valem a pena.

Desta vez demorei de escrever, mas foi por mera preguiça mesmo. A leitura flui livre, leve e solta, fato bem perceptível pelo pouco tempo que dediquei a leitura. Estou viciando em ler epubs, e o detalhe é que neste caso li apenas em casa (e tenho mais tempo para ler é no ônibus!!).

Coraline é uma criança, que acaba de mudar-se com os pais, muito curiosa e extremamente carente de atenção dos pais. Tem seu estilo próprio, e suas maneiras de chamar-lhes a atenção. Passa a impressão de durona, e de quem não está nem ai, mas no fundo, lá no fundo, é uma criança como todas, que busca em cada segundo um carinho. Com toda essa busca por atenção, Coraline acaba encontrando-a em um mundo paralelo a sua realidade, um lugar onde se surpreende sendo o centro das atenções, e pode fazer tudo o que tem vontade. E aí, bem, aos pouco descobre que nem tudo são flores, e assim começa toda sua aventura, para salvar-se.

Eu sugiro Coraline como o tipo de leitura para qualquer hora, pode ler para alguém, ou pode ler sozinho, o fato é que tem várias lições interessantes no meio. Enfim, um livro para todas as idades.

“- Caso você queira – disse seu outro pai -, há somente uma coisinha que precisamos fazer para que possa ficar aqui para sempre.

Foram até a cozinha. Em um prato de porcelana sobre a mesa, achavam-se um carretel de linha preta de algodão, uma longa agulha de prata e dois grandes botões negros.”

Nota 5 (1 – 5).

Autor: Neil Gaiman
Ilustrador: Dave Mickean
Editora: Rocco
Número de páginas: 167
Ano de publicação:  2003

Beijinhos

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.

  • Ahhh, Coraline é muito fofo! Ótima escolha!
    bjo

  • Já tive algumas decepções com Neil Gaiman, e tenho uma certa reserva para ler algo que ele tenha escrito.