Literatura

As Esganadas, de Jô Soares

As Esganadas, de Jô Soares

E para o Desafio Literário de Março, com o tema Serial Killer, escolhi As Esganadas, minha primeira leitura de Jô Soares, diga-se de passagem, e, assim já vou falando que não amei.

Antes de tudo, nosso autor é um comediante, e deixa isso bem claro em sua história. Por mais que esteja descrevendo um crime ou as condições mórbidas em que as vítimas são encontradas, ele não consegue te horrorizar por completo, nem enojar, sem te fazer largar aquele sorrizinho de canto de boca (hã?). É… Para adoçar a história nosso detetive é um português super lógico e cheio de tiradinhas com os brasileiros (o pá!). Rir é bom, eu sei, mas é que para um livro com esse tema, eu não esperava isso! Talvez se já tivesse lido outros títulos do autor eu já estivesse acostumada com seu estilo.

Não consegui escolher nenhum trecho que considera-se “nossa, uau!!”, e percebi isso nos primeiros capítulos, então desencanei dessa ‘tarefa’. Desde o início o assassino é identificado, isso não torna a história ruim, é apenas um outro ponto de vista, porém, acho que a ‘turma’ responsável por descobrir quem é o tal, poderia ser mais participativa, digamos, envolver o leitor de tal forma que suas deduções lógicas façam sentido, e não apenas um jogo de sorte ou algo do tipo “confia em mim que eu sei”.

Enfim, divertido, porém dispensável. Receio total de ler outros títulos… Melhor continuar ouvindo-o cantar Viver num planeta doce. Entendeu né?

Nota 2 (1 – 5).

Autor: Jô Soares
Título: As Esganadas
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 264
Ano de publicação:  2011

Beijinhos

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.