Literatura

A casa no fim do Mundo, de Willian Hope Hodgson

Este é mais um título para o Desafio Literário do mês de agosto, cujo tema foi Terror. Escolhi pura e simplesmente por conta desta frase na sinopse: ““A Casa do Fim do Mundo”, de William Hope Hodgson, combina ficção científica, fantasia e terror numa mistura poderosa.” Nunca tinha ouvido falar, mas fiquei curiosa. Essa tradução foi iniciativa deste blog aqui, tanto que no .epub, ao final, ele conta sobre a motivação que o fez levar esse projeto (tradução) adiante.

O livro conta a história de um manuscrito encontrado por dois amigos, em um povoado distante na Irlanda. Quando comecei a leitura, achei uma certa familiaridade com algumas histórias inventadas na infância. Sabe, aquele tipo de história que inventamos em uma tarde chuvosa de um feriado em que viajamos para o sítio da vó, onde presos em casa, não resta mais nada a criança a não ser inventar alguma coisa. Bem, eu estava gostando desse ritmo, e tom de loucura retratado, porém depois, a dose de criatividade extravasou um pouco, e cheguei até a me lembrar da finalização de H.G.Wells, na máquina do tempo, como poderia dizer? Ficou do nada, algo totalmente sem nexo, poderia dizer que o que ele usou para se inspirar foi algo realmente forte. Bem, brincadeiras a parte, eu só terminei de ler porque havia começado, e faltava pouco, gostei da parte 1, mas depois, desiludi um pouco. Para quem curte esses momentos de filosofia mega hiper abstrata, pode se jogar, e, esteja sóbrio. O livro é de 1907, hmmm, dava tempo dele ter lido A Máquina do tempo, srsrsrs.

“Eu o li, e ao ler ergui as Cortinas do Impossível que obscurecem a mente, e vi dentro do desconhecido. Em meio a frases rígidas e abruptas eu me perdi e mesmo assim não tinha nenhum erro de que acusar o relato tão rude porque, melhor do que minha própria prosa ambiciosa, tal história mutilada é capaz de evocar tudo o que o Solitário que vivia naquela casa desaparecida, tentou dizer.

Sobre o relato simplório e rígido de tão extraordinários acontecimentos eu posso dizer pouco. Ele está diante de você. A história oculta deve ser desvelada, pessoalmente, pelo leitor, de acordo com a sua capacidade e seu desejo. E se alguém falhar em entender, tal como agora entendo, a sombria figura e o conceito daquilo a que alguns comumente dão o nome de Inferno e Céu, mesmo assim eu prometo certas excitações, apenas por ler esta história como ficção.”

Nota 2 (1 – 5) .

Autor: William Hope Hodgson
Título: A Casa no Fim do Mundo
Número de páginas: 164
Ano de publicação: 2011

Beijinhos

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.