Literatura

Comédias para se Ler na Escola, de Luís Fernando Veríssimo

Comédias para se ler na escolaSe o objetivo do Desafio Literário de Fevereiro era o riso, então essa foi a leitura perfeita!

Foi uma leitura MUITO divertida. Difícil escolher a melhor crônica/comédia/conto/poema. A parte ótima, é que de tão leve, é possível ler em qualquer lugar, que mesmo em ambientes tumultuados, a historinha consegue prender a atenção e fazer o milagre de te desligar do mundo a volta. É bem aquele típico caso de você começa a rir para o livro e quando lembra de olhar ao redor, para ver aonde está, tem um monte de gente te encarando com aquele olhar de uma palavra só: “LOUCA”!

Ignore os invejosos, e continue a leitura, não tem coisa melhor. E olha, estou super atrasada no tempo. Pois enquanto eu me deliciava com a leitura deste volume, já tem outro volume, chamado “Mais comédias para se ler na Escola”. Se for no mesmo ritmo desse primeiro, eu serei obrigada a colocá-lo em minha infindável lista de leituras. Para dizer a verdade, já nem quero mais saber a quantas anda essa lista, só acrescento no fim e pronto. 🙂

Esses trechos são apenas para dar instigar, mas não chegam nem aos pés do todo.

“Estamos exatamente diante daquele processo que Carlos Drummond de Andrade descreveu tão bem, ao dizer que queria a beleza da simplicidade – mas não a beleza do que nasceu simples e sim a beleza do que ficou simples. (Ana Maria Machado)”

“- Mato-o. Mato-lhe. Mato você. Matar-lhe-ei-te. Ouviu bem?

-Pois esqueça-o e pára-te. Pronome no lugar certo é elitismo!

-Se você prefere falar errado…

– Falo como todo munda fala. O importante é me entenderem. Ou entenderem-me?”

“É como um paradoxo psicanalítico: só alguém que se acha muito superior  procura o analista para tratar um complexo de inferioridade, porque só ele acha que se sentir inferior é doença.”

“De tanto ler palavras, nunca mais reparamos nas letras. E de tanto ler frases, nunca mais notamos as palavras, com todo o seu mistério. Por exemplo: pode haver palavra mais estranha do que ‘esdrúxulo’? É uma palavra, sei lá.”

Nota 5 (1 – 5) .

Autor: Luís Fernando Veríssimo
Título: Comédias para se Ler na Escola
Número de páginas: 142
Ano de publicação: 2001

Beijinhos

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.