Literatura

Meu Everest, de Luciano Pires

Aqui estou, para escrever sobre um autor que conheci no Epicentro de 2015. Comecei pelo podcast Café Brasil, e depois passei a buscar pelos livros. O primeiro escolhido foi Meu Everest, e por quê? Pelo simples fato dele ter sido mencionado na palestra. E a escolha foi perfeita. É algo como imaginar o impossível abrindo-se de maneira divertida e cheia de pitacos bem na sua frente.

Eu nunca imaginei que fosse gostar tanto de um relato de viagem, lembro-me de ter lido apenas um, e foi há tanto tempo que nem me lembro mais.

Com Meu Everest foi bem diferente, o Luciano conseguiu colocar toda a sua alma nesse livro, e não tem como não se emocionar em cada linha. Eu só não fiquei com vontade de fazer a viagem, mas alguns momentos marcaram muito. Por sua “culpa” já perdi a conta de quantas vezes já imaginei Here Comes the Sun, em um belo amanhecer, ou acabei esgotando a Playlist de mesmo nome no Spotify apenas pelo prazer de poder imaginar um de seus muitos momentos. É engraçado como conseguimos transpor algumas situações para nossa própria vida, e até mesmo resgatar e compartilhar com pessoas que amamos. Associar esses momentos com música, foi simplesmente perfeito.

Se você busca sinceridade e alma, você encontrará. Recomendo de olhos fechados, principalmente se pretende fazer algo do tipo. Parece um sonho impossível, mas, se é seu sonho, vá atrás e realize-o, mesmo que todos insistirem em dizer que não vai conseguir.

 “Escalar é a arte de resolver problemas, superar limites e reconhecer as próprias deficiências.”

“O que aprendi? Que nada resiste a um passo de cada vez: pequeno, devagar, mas constante e sistemático. E que existem outros planetas dentro do planeta Terra. O Nepal é um deles…”

Nota 5 (1 – 5) .

Autor: Luciano Pires
Título: Meu Everest
Número de páginas: 361 (epub)
Ano de publicação: 2011

Paz e bem.

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.