Literatura

Cidade dos Etéreos, de Ransom Riggs

Assim que terminei a leitura do Lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares, eu não aguentei e emendei a leitura do seguinte. Foi algo no final do primeiro que me deixou super animada e bem curiosa a respeito das aventuras que as crianças teriam, já que haviam fugido do seu tão amado refúgio. Talvez minhas expectativas foram um pouco demais, pois acabei terminando esse livro com um “ah, ok”. Não foi ruim, mas não tive nenhuma surpresa. Apenas continuo amando as fotografias antigas que aparecem no livro e todas fazem parte (e sentido) na história.

Realmente, contar uma história é uma arte a ser aperfeiçoada e neste caso, acredito que o Ransom Riggs está bem próximo dessa perfeição. A história é bem contada, bem amarrada e com um bom elemento surpresa. Algo bem como você passar o livro todo acreditando em algo que não é bem aquilo ali. A diferença do livro 2 para o 1, é que não fiquei tão ansiosa em ler logo o livro 3.

Nesse momento, Jacob, nosso herói já está mais familiarizado com seu novo mundo, e passa a aprender mais a respeito de sua peculiaridade. Algo bem na marra, pois ele não tem ninguém ensinando, mas como dizem só se aprende praticando. Coitados daqueles que estão a sua volta esperando pelo seu êxito, mas todos acabamos torcendo, afinal, já estamos bem alinhados com a jornada do herói. Em breve encabeço a leitura do último e mato logo essa série.

Ainda não vi o filme, será que vale a pena? Pretendo ver em breve, mas acho que vou finalizar a série primeiro.

Nota 4 (1 – 5) .

 Autor: Ransom Riggs
Título: Cidade dos Etéreos
Número de páginas: 384 (epub)
Ano de publicação: 2014

Paz e bem.

Criatura da área de exatas que ama ler e estudar além de esconder-se na bolha. Típico né? Apenas buscando um lugar discreto e elegante ao sol. Programadora web, leitora compulsiva, ama o belo e exótico, apreciadora de uma boa música.